“Carrie Fisher morreu à luz da lua enforcada pelo próprio sutiã”

“Carrie Fisher morreu à luz da lua enforcada pelo próprio sutiã”

Muitos obituários foram escritos na terça-feira, anunciando a morte de Carrie Fisher.

Porém, mesmo que muitos tenham feito suas homenagens ao falar da morte dela, nenhum deles foram feitos da maneira como a atriz e escritora de 60 anos gostaria.

Em sua autobiografia, “Wishful Drinking”, publicado em 2008 e que também virou um documentário em 2010 na HBO, Carrie descreve uma troca que teve de fazer no seu traje icônico da princesa Leia, a pedido do criador de “Star Wars”, George Lucas.

“George veio até mim no primeiro dia de filmagens, olhou para meu traje e disse ‘Você não pode usar sutiã com esse vestido.’ Então eu respondi ‘Okay, mas por quê?’ E foi aí que ele me pegou: ‘Porque no espaço não há sutiãs…’

Eu prometo a vocês que isso é verdade, e ele disse isso com muita convicção também!”

George, que achou biquínis no espaço algo fora de cogitação, explicou depois para Carrie a lógica por traz da regra “nada-de-sutiãs/biquínis-no-espaço”. Claro, isso foi para a autobiografia dela também.

“O que acontece é que quando você vai para o espaço, você fica ‘sem peso’. Até agora tudo bem, certo? Então seu corpo se expande, mas issi não acontece com os sutiãs. Assim, você acabaria estrangulada pelo seu próprio sutiã.”

Foi então que ela revelou como deveria ser seu “atestado de óbito perfeito”:

“Quando soube disso tudo, eu pensei que essa seria uma morte fantástica — então eu disse aos meus amigos que, não importa como eu morra, eu quero que anunciem que eu morri enforcada à luz da lua com meu próprio sutiã.”

Anos passaram e aqui estamos nós. Os fãs de Carrie obedeceram o pedido nas redes sociais:

E nós do EuDevito também honramos sua vontade. Descanse em paz, Princesa.

Comente

Deixe seu comentário

Comente usando o Facebook!